Centrais Sindicais paranaenses vão realizar grande ato em defesa dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras

centrais 2

Em unidade a CUT, CTB, Intersindical, CSP Conlutas, Força Sindical, Nova Central, CGTB e a UGT, as oito centrais sindicais do estado, vão às ruas defender direitos dos trabalhadores/as

Reunidas em torno da defesa dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, as oito centrais sindicais presentes no Paraná se unificaram e vão realizar um grande ato na capital paranaense dia 16 de agosto, com concentração em frente a Agência dos Correios da Rua XV de Novembro, no centro de Curitiba, a partir das 10 horas.

Hoje, 12, aconteceu a reunião que define as pautas de luta do encontro. Representantes das centrais se reuniram para definir o horário e o local da concentração. A mobilização, que vai ocorrer em nível nacional pretende discutir a reforma da Previdência, a privatização das estatais, a liberação da terceirização sem limites, projeto do Negociado sobre o Legislado, PL 257, PEC 241 e a retirada de investimentos na saúde pública e na educação, são as pautas que unem as centrais sindicais, que se posicionam contrárias a esse atentado aos direitos do povo brasileiro.

As centrais defendem a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, sem redução de salários; a redução da taxa de juros; a retomada do investimento público em infraestrutura produtiva, social e urbana e a retomada e ampliação dos investimentos no setor de energia, como petróleo, gás e fontes alternativas renováveis, em especial a Petrobrás.

O ato vai reunir trabalhadores e estudantes de diferentes regiões do estado, que em caminhada vão levar o recado das centrais sindicais que não aceitam que os trabalhadores e trabalhadoras paguem o “pato” da crise econômica e política do país.